Hayek and Rawls’s theories of justice

divergences and convergences beyond mere terminology

Keywords: Social justice, Friedrich Hayek, John Rawls, theory of justice, justice as fairness

Abstract

The present article aims to compare the theories of justice proposed by Friedrich Hayek and John Rawls, attempting to analyze Hayek´s curious assertion that the difference between authors would be more on terminology than content. To do this, it will verify indirect bibliographic documentation as a way of understanding the convergences and divergences between the authors, tracing the general concepts of both theories and aiming at the ideological parallels of both authors. The article concludes that the authors, although liberals who have relied on similar sources in their formation, arrive at completely different conclusions in their theories of justice, which is explained by diverse conceptual notions and theoretical ends
between the authors, despite several methodological convergences that motivated Hayek’s assertion in the first place.

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...

References

ALVES, André Azevedo. No salvation through constitutions: Jasay versus Buchanan and Rawls. The Independent Review, v. 20, n. 1, 2015. Disponível em: http://www.independent.org/pdf/tir/tir_20_01_04_alves.pdf. Acesso em 14 mai 2019.

ARTHUR, Don. Hayek & Rawls. Evatt Foundation. 2016. Disponível em: https://evatt.org.au/papers/hayek-rawls. html. Acesso em: 23 mai 2019.

CUNHA, Alexandre Sanches. Manual de filosofia do direito. Salvador: Editora Juspodivm, 2017.

ESTUDANTES PELA LIBERDADE. Hayek e James M. Buchanan sobre Rawls e Justiça Social. 2014. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=9OEUW0fdAeo. Acesso em: 17 abril 2019.

FRIEDMAN, Milton. Capitalismo e liberdade. Rio de Janeiro: LTC, 2014.

GAPPO, Patrick Coelho Campos. Justiça social no pensamento de Friedrich Hayek – parte II. MISES: Revista Interdisciplinar de Filosofia, Direito e Economia, v. 4, n. 2, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.30800/mises.2016.v4.155. Acesso em: 10 abril 2019. DOI: https://doi.org/10.30800/mises.2016.v4.155

HAYEK, Friedrich August von. Direito, legislação e liberdade: uma nova formulação dos princípios liberais de justiça e economia política. Normas e ordem. São Paulo: Visão, 1985a.

HAYEK, Friedrich August von. Introdução. In: HAYEK, Friedrich August von. Direito, legislação e liberdade: uma nova formulação dos princípios liberais de justiça e economia política. Normas e ordem. São Paulo: Visão, 1985b.

HAYEK, Friedrich August von. Direito, legislação e liberdade: uma nova formulação dos princípios liberais de justiça e economia política. A miragem da justiça social. São Paulo: Visão, 1985c.

HAYEK, Friedrich August von. Prefácio. In: HAYEK, Friedrich August von. Direito, legislação e liberdade: uma nova formulação dos princípios liberais de justiça e economia política. A miragem da justiça social. São Paulo: Visão, 1985d.

HAYEK, Friedrich August von. Os fundamentos da liberdade. São Paulo: Visão, 1983.

HOPPE, Hans Herman. F. A. Hayek on government and social evolution: a critique. The Review of Austrian Economics, v. 7, n. 1, 1993. Disponível em: https://mises-media.s3.amazonaws.com/rae7_1_3_3.pdf. Acesso em 17 abril 2019.

IORIO, Ubiratan Jorge. Por que Mises e Hayek (e não Mises ou Hayek)?. 2018. Disponível em: https://www. ubirataniorio.org/index.php/artigo-do-mes/329-m-e-h. Acesso em: 17 abril 2019.

KELSEN, Hans. O que é justiça?. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

LISTER, Andrew. The “mirage” of social justice: Hayek against (and for) Rawls. Critical review: a jornal of politics and society, v. 25, n. 3-4, 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/08913811.2013.853859. Acesso em 14 mai 2019. DOI: https://doi.org/10.1080/08913811.2013.853859

LUKES, Steven. Social justice: the Hayekian challenge. Critical review: a jornal of politics and society, v. 11, n. 1, 1997. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/08913819708443444. Acesso em 14 mai 2019. DOI: https://doi.org/10.1080/08913819708443444

MERQUIOR, José Guilherme. O liberalismo: antigo e moderno. São Paulo: Editora Nova Fronteira, 1991.

MILL, John Stuart. Utilitarismo. Porto: Porto Editora, 2005.

MISES, Ludwig von. Ação humana: um tratado de economia. São Paulo: Instituto Ludwig von Mises Brasil, 2010.

NOZICK, Robert. Anarquia, Estado e Utopia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1991.

RAWLS, John. Justiça como equidade: uma reformulação. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

RAWLS, John. Uma teoria da justiça. São Paulo: Martins Fontes, 2016.

SEN, Amartya. Development as freedom. New York: Knopf, 1999.

SOUZA, José Marcos Monteiro de. Liberdade, igualdade e eficiência: os princípios de justiça de Rawls. 2012, 126 p. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis/SC, 2012. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/99235/309258.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 15 abril 2019.

STEWART JR., Donald. O que é liberalismo. Rio de Janeiro: Instituto Liberal, 1995.

VITA, Alvaro de. Liberalismo, justiça social e responsabilidade individual. Dados, Rio de Janeiro, v. 54, n. 4, 2011. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0011-52582011000400003. Acesso em: 10 abril 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/S0011-52582011000400003

Published
2019-08-19
How to Cite
1.
de Quadros M. Hayek and Rawls’s theories of justice. MisesJournal [Internet]. 2019Aug.19 [cited 2019Nov.12];7(2). Available from: https://www.revistamises.org.br/misesjournal/article/view/1210